Thursday, September 21, 2006

Vidas sem proposito


Um blog serve supostamente para descrever aquilo que gostamos, que pensamos, etc, sem querer monopolizar a atenção em mim, coisa que sempre procurei evitar, vou falar do que tanto se fala, sob a minha perspectiva, pois os acontecimentos de vida mais marcantes fazem-nos crescer por vezes para alem de uma idade compativel com a vida.
Não sei se Deus existe, a maior parte das vezes acho que não, outras que sim, e outras ainda em que nem quero saber; não sei tambem qual o proposito da vida ou pq eq somos tão diferentes dos outros seres, será tudo uma questão de desenvolvimento celular? Gosto de pensar que não.
Não obstante todas estas duvidas sei o que me faz sorrir e me dá uma sensação de estar vivo, embora essas coisas sejam raras, gosto de lutar por elas, pq acredito que devemos sempre lutar por aquilo em que acreditamos; eu acredito numa vida melhor para as pessoas pobres, acredito que devemos ajuda-las a levantar-se, pois muitas delas foram injustiçadas por esta sociedade, e tudo aquilo que possamos fazer que nos distancie mais do outros seres so aumenta a nossa humanidade interior.
Acredito na paz pq qq outro estado de coisas que não o de paz é contrario á vida, atenta contra ela e deve ser evitado, acredito que cada individuo é unico e que pode contribuir á sua maneira para o bem comum, e o seu inclusive; acredito ainda que devemos procurar crescer como seres humanos em todos os aspectos, incluindo em conhecimentos e sentimentos, mas que o conhecimento seja um cimento para se construir algo e não uma bengala que suporta um ego desnutrido e ávido de nutrição, pois desse modo a nada serve, nem tem utilidade para alem dessa para aquele que o possui. Acredito que a amizade é preciosa e que os amigos dizem muitas vezes não e que estão (devem estar) presentes nas ocasiões em que é requerida a sua presença, mesmo sem pedir por ela...
Por ultimo acredito, embora o faça muito raramente, embora esteja sempre afogado em pensamentos escuros, embora prefira muitas vezes a solidão á companhia, que a vida deve ser vivida cada dia como se fosse o ultimo, pq nunca sabemos mesmo quando é o nosso ultimo dia neste mundo, e é melhor fazer, dizer aquilo que queremos enquanto o pudermos fazer...

3 Comments:

Blogger Tia Concha said...

Voice é normal ter-mos dúvidas...

É saudável questionar-mos o que nos rodeia, mas mudar o curso da vida, é que por vezes é difícil, é como se tentasse-mos andar ao contrário da rota da terra...

Ma, senão tentar-mos, como é que temos a certeza que não conseguimos?!?!

ósculos

9:43 PM  
Blogger jc said...

Em primeiro lugar, obrigado pela tua visita ao nosso blog (Eticamente (IN)Correcto!!!)... Serás sempre bem-vindo, sem crítica e sem desdém...

Ao ver o teu profile, vi que gostas de Tolkien; pois bem, eu também gosto muito… E, se pensares que é contrário a ser cristão, enganas-te; pois Tolkien, tal como CS Lewis, escritores muito na moda, devido as recentes produções multimilionárias dos estúdios de Hollywood, eram cristãos.

Relativamente ao teu post, é normal termos épocas de dúvida e de reflexão. Também eu as tive/tenho… Mas se queres saber, Deus, na realidade existe… Posso desafiar-te a ler dois livros?! Ambos foram escritos por ateus, que foram desafiados a estudar a divindade de Cristo…

O primeiro, amigo de Tolkien, Josh MacDowell, é conhecido pelas suas palestras nos meios universitários, onde defende a divindade de Cristo… O livro que te aconselho a ler é o “Evidência que Exige um Veredicto”. Também podes consultar o site dele: http://www.josh.org/

O segundo é Lee Strobel, também desafiado a ver se a divindade de Cristo é verdadeira ou não, escreveu um livro muito bom: “Em defesa de Cristo”. Também podes consultar o site dele: http://www.leestrobel.com/

A terceira coisa que te gostava de desafiares, era ler a Bíblia. A Sociedade Bíblica Portuguesa, tem uma versão escrita em português corrente, “O Livro”, que penso, seria o mais indicado para ti… Talvez, se começares pelo Novo Testamento, era o mais indicado, devido a ser mais fácil… Mas antes de começares a ler diz: “Deus, não sei se existes; mas se existes ajuda-me a compreender o que vou ler e que possa fazer sentido no meu coração e na minha vida”. Faz isto todas as vezes que começares a ler, e acredito que não te desiludiras.

Digo-te isto sem ser altivo ou arrogante… Não penses que me estou a armar em superior ou em outra coisa qualquer… A minha ideia é mostrar-te que Deus existe…

Sempre que precisares sabes onde me encontrar

7:28 PM  
Blogger Tia Concha said...

bem JC,

Vou já cuscar tudo o que vem aí mencionado, porque eu acredito em Deus.

Voice diz-lá que eu tb te faço rir!nem que seja pelas trenguices do meu blog...hehehe

Sou gaja, e gaja que é gaja, tem de fazer estas afirmações...

beijinhos

10:39 PM  

Post a Comment

<< Home