Friday, June 01, 2007

Bom senso

Falta a muita gente sem duvida, e na minha opinião é o motor para uma vida mais satisfatoria porque nos permite tomar as decisões mais acertadas seja a nivel individual ou não.
Como devem saber (plo menos os que leram os posts anteriores :P) sou estudante de psicologia, e desde sempre defendi que não é por se ser psicologo que se é melhor pessoa, não é por se ser psicologo que se irá fazer os outros mais felizes, não é, por ser psicologo que compreendemos melhor os sentimentos dos outros; é pelo facto de termos bom senso e de com ele vir a empatia, sim, a capacidade de nos colocarmos no lugar do outro, sentir a sua dor e angustia, e tamb a sua felicidade, e atraves do bom senso, da analise ponderada e sentida daquilo que nos é apresentado que devemos agir, sabendo de antemão que pelo menos fizemos tudo ao nosso alcançe para melhorar a situação qualquer que esta seja.
Tanta falta de bom senso em todo o lado... e perguntarão talvez se serei por acaso um paladino da moral e do dito bom senso, não o serei concerteza muitas vezes ajo sem senso algum, mas pelo menos reconheço e admito que por vezes o faço, como qualquer ser humano e tento sempre aprender com as experiencias sejam boas ou más; li certa vez um livro, do qual gostei muito mas de cujo o autor não me recordo que se intitulava "Acerca da sensibilidade" que tratava exactamente destas tematicas, hey não é por tentar ser correcto com os demais e comprende-los que me torna "menos ou mais homem" é simplesmente uma necessidade para uma vida mais satisfatoria e pq tem de ser, sim tem de ser para o bem individual e comum, e sei bem que quando me encho de raiva pelas injustiças, e me liberto dela atraves da musica ou ate as vezes de letras ou palavras, que esse não é o modo correcto de proceder, mas ainda não aprendi a "controlar" essa raiva e a ignorar provocações e atrocidades que são para mim como gasolina numa chama, pode ser que um dia a aprenda ou pode ser que na pior das hipoteses nunca o consiga fazer, ate lá vou tentanto, alguem me pode dar umas dicas?
:)

11 Comments:

Blogger Charlie, The Sinner said...

Dicas, dicas...


Será que alguma coisa nesta vida funciona com dicas?
Não sei, acho que o que serve para uns pode não servir para outros.


E vivam a tentativa e erro próprios da aprendizagem...


Beijo*

10:11 PM  
Anonymous Voice_Of_The_Opressed said...

mais nada ;)

10:33 PM  
Blogger MRC said...

Obrigado pela visita e pelos elogios.
Espero que as frequências corram todas bem.
Um abraço, MRC

12:10 AM  
Anonymous Karura said...

para quê dicas?! mais vale expressares a tua raiva, mas que seja de maneira saudavel.
por exemplo, se te apetecer assim, do nada, colocar uma foto de quem tu nao gostas, comprares daquelas pistolinhas que parecem verdadeiras, disparam como as verdadeiras mas que em vez de balas disparam bolinhas muito pequeninas que furam a dita almofada, epah, tens o meu apoio incondicional! e eu não estou a gozar contigo, estou a sugerir-te eheh!
beijinhos =)**

12:44 PM  
Anonymous Voice_Of_The_Opressed said...

hmm nao "odeio" ninguem em especial, e muito sinceramente nao me vejo a fazer uma cena dessas, pareçe sei lah muito emo :P
No dia a dia não é por uma questão de politicamente correcto mas sim pq ao faze-lo ao controlar algo em nos que é dificil nos estamos a superar a nos meesmos e isso procuro sempre faze-lo :)

7:30 PM  
Blogger DirtyHobbit said...

This comment has been removed by the author.

2:25 AM  
Anonymous Karura said...

eu era a dirtyhobbit (tambem tenho um blog no "blogger") e enganei-me no login. publicito mais o blog da sapo.
e, olha lá...
... tás a chamar-me de "emo"?!?!!

lololololol!

ei, eu também não faço isso... tava a brincar... lololol!

enfim...

beijinhos =D*

2:28 AM  
Anonymous Voice_Of_The_Opressed said...

hahah nada disso disse apenas que parecia emo, seja la oq isso for e que de mau ou bom tenha...

9:28 AM  
Anonymous Firnis said...

A ideia de que uma pessoa se deve tentar colocar na pele do outro para compreender o que sente, a sua maneira de encarar a vida,de compreender o seu ponto de vista, analisar a situação e assim dar-lhe a resposta ou o conselho mais adequado para poder ajudá-lo é algo que costumo fazer quase sempre (não quer dizer que consiga sempre, mas tento). Pode ser que às vezes nem concorde com a pessoa, mas as opiniões aqui não interessam. O que interessa é compreender e tentar ajudar um amigo que por vezes precisa de falar!
Quando me sinto aborrecida com alguém, penso sempre no que esse alguém pode estar a sentir. Ponho-me a avaliar as minhas acções e aquilo que posso ter dado a entender ao outro, mesmo sem querer, e se calhar eu não tenho razão em aborrecer-me.
Aí não sou nada orgulhosa, rapidamente me arrependo dos erros, facilmente e sem qualquer "ego ferido" peço desculpa, e tento não voltar a fazer. Pois, também não sou um poço de moralidade, mas é como disseste, pondero nos erros e tento corrigi-los.
Homem, de certeza que uma das duas metades do teu cérebro não é a minha?? E que uma das minhas não é a tua? o_o?
Quanto à dica... pah, eu também tenho cá os meus sentimentos de angústia e raiva, quem não tem? Mas os meus não duram muito tempo, não sei como, controlo-os... será porque sou Virgem?? '.' !! Mas está dentro de ti descobrires qual o botão que acciona o mecanismo que te fará tomar o dito controlo que procuras! Claro, os resultados não são imediatos, é preciso mesmo paciência quando se trata de alterar algo que em nós permanece há já algum tempo.
Em qualquer dos casos, sempre podes fazer como disse a Karura, nem que seja para rir um pouco!!!

3:14 PM  
Anonymous Voice_Of_The_Opressed said...

Davas uma excelente psicologa, a serio, para mim e nao so eu, muita da comunidade de psicologos, o facto de se ter essa capacidade empatica é a chave para poder fazer diagnosticos corectos e acçoes de intervenção que surtam efeito. Hmm nao devemos partihar o mesmo cerebro pq ai eu teria jeito para desenho, mas é verdade que estamos de acordo e pensamos de modo semelhante em muitas questões, o que não deixa de ser curioso.

4:57 PM  
Blogger Catarina said...

Adorei o post. Concordo inteiramente, não é por se ser psicólogo que se consegue compreender melhor os outros ou a nós mesmos. Isso provém de toda uma aprendizagem, ao longo da vida, que não são só os psicólogos que têm que desenvolver! De cert, haverá muita gente por aí com muitas das qualidades que um bom psicólogo deve desenvolver e sem quaisquer conhecimentos de Psicologia. Eu também estou a estudar Psicologia, na FPCE-UL. Estou no 1º ano, e tu? =P Beijinho

4:49 PM  

Post a Comment

<< Home