Thursday, April 24, 2008

25 de Abril

Amanha comemora-se o 34º aniversario do 25 de abril, no dia que finalmente, ja tarde deixamos de ser um pais mergulhado nas trevas do fascismo, de uma hierarquia rigida, conservadora e mesquinha, 34 anos com liberdade, palavra doce e suave aos ouvidos do homem, e mesmo assim tanta gente olha para este dia com desdem, loucos e ignorantes certamente, outros aproveitam o dia para fazer campanha politica(sovietes i am talking abouth you guys and girls) outros tantos recordam com saudosismo e eu paro para pensar.
Pensar que o 25 de abril deveria ter sido em 1954, pouco tempo depois de cairem os regimes fascistas na europa, pensar como seria se tivesse ocorrido nessa altura, como seria portugal com mais 2o e tal anos de liberdade? Melhor sem duvida, pensar no que seria se tivesse sido mais tarde ou nunca tivesse acontecido, assustador, pensar no que ja atingimos e no que nos falta atingir, porque a meu ver o problema com o qual portugal se debate é muito mais intestino do que politicas correctas ou erradas deste ou daquele governo, é um problema que foi o resultado, a herança de 50 anos de obscurantismo: mentalidades tacanhas, facilitismo, cunhas, tudo isto é tao caracteristico dos povos mediterranicos porque sera? É condiçao do ser humano auto destruir-se com maior ou menos intensidade ate ai nada de novo mas nestes paises tao perto de africa sofreram quase todos ditaduras quer de esquerda quer de direita e as ditaduras sao a pior manifestaçao do ser humano tornada publica, assim exaltam os valores negativos e assim o povo os perpetua, no caso de portugal durante 50 anos... neste dia ainda eu nao era nascido, pertenco alias à geraçao que nasceu um pouquinho antes de entrarmos para a ue e calha bem a analogia agora que se rectificou no parlamento a futura constituiçao europeia (tratado de lisboa).
acredito na UE e acredito que o futuro de portugal esta na UE, é necessario encontrar consensos a 27 sem duvida mas ter medo da expressao da populaçao em democracia nao é bom por 2 motivos, ou nao se acredita nas pessoas ou se quer esconder algo, ou ambos no pior cenario.
O 25 de abril fez-se com cravos e a muito fascista foi permitido ser livre coisa que nao compreendem e na luz da liberdade teceram as suas teias ditatoriais nas empresas, nos partidos politicos, na sociedade, benevolencia portuguesa? Ou incapacidade de reagir e confrontar a historia? Um pouco de ambas me parece; passado todo este tempo faço votos para que continuemos a progredir sem esqueçer que uma revoluçao seja social ou de mentalidade faz-se por pessoas, com pessoas e para as pessoas.

5 Comments:

Blogger Charlie, The Sinner said...

As nossas pessoas esqueceram-se do significado do 25 de Abril! É triste, desrespeitam tal acontecimento, não valorizam o que temos de bom hoje e que não teríamos há 34 anos atrás. É triste!


Para piorar, os nossos portugueses têm uma memória muito má, bem sei que os números não foram assim *tão* significativos, mas eu não me esqueci daquele concurso dos Grandes Portugueses...

Beijo.

1:32 PM  
Anonymous Tárique said...

Para o 25 de Abril de peso aconselho-te:

- "Os Vampiros" , cover de Zeca Afonso de Teasana Satanna

- "Era de Noite e Vieram" , cover de Zeca Afonso de Bizarra Locomotiva

Boa sorte para os encontrares ;)

4:38 PM  
Anonymous Tárique said...

"Era de noite e levaram", tinha-me enganado. Está no primeiro album deles

6:31 PM  
Anonymous Tárique said...

http://www.last.fm/music/Bizarra+Locomotiva/_/Era+de+Noite+E+Levaram

09 - Era de Noite e Levaram
(Luís de Andrade/ José Afonso)

Era de noite e levaram
Era de noite e levaram
Quem nesta cama dormia
Nela dormia, nela dormia

Sua boca amordaçaram
Sua boca amordaçaram
Com panos de seda fria
De seda fria, de seda fria

6:39 PM  
Blogger Charlie, The Sinner said...

Não sei porquê mas tenho ideia que fazes anos :S


Será?


Parabéns!


Se for engano... Olha, foi! ;D Aplica-se noutra altura :P

Aniversários não são assim *tão* importantes.

Parabéns!

1:51 AM  

Post a Comment

<< Home