Sunday, April 23, 2006

Circulo da dor

Provavelmente ja se habituaram aos meus posts depressivos, e se calhar muitos de vós até já nem ligam ao que escrevo ou desistem simplesmente de os ler.
Compreendo-vos perfeitamente, afinal a vida em si já tem uma boa dose de tristeza, porquê relembra-la continuamente? Talvez estejam certos, mas eu preciso de relembrar essa tristeza e dor constantemente para poder compreendê-la, embora confesse que ainda não o consegui fazer, pq desde de sempre a dor fez parte da minha vida, umas vezes no corpo e outras no espirito, como certamente fará parte igualmente das vidas de todos vós.
Mas se alguns tentam esqueçê-la eu procuro relembrà-la e tento compreender o porquê da sua existencia, da sua intensidade e da sua regularidade...
Admiro muito aquelas pessoas que passaram por experiencias de dor (seja que tipo de dor for) e que crescem com isso e que conseguem sorrir, com um sorriso do mais puro e imaculado que existe, e mais importante, que não denuncia o passado de lagrimas; eu não consigo fazer isso, quero consegui-lo mas a verdade é que me deixo sempre vencer pelas contrariedades que pareçem propositadas, que a vida poem no meu caminho.
Todos os dias vejo dor na tv, agonias indescritiveis expostas com a maior das naturalidades e indiferenças, por pessoas que se dizem humanas na sua plenitude, que riem, que dançam, mas... que se escondem com medo da dor, que olham para baixo quando ela surge em todo o seu poder, que são incapazes de senti-la nem que seja na sua imaginação, e quando o fazem tem medo, estas são as pessoas que nos rodeiam, que fazem parte de 90% dos individuos com os quais falamos todos os dias, e que contribuem para criar mais dor, mais silencio e mais vazio á sua volta, vazio como as suas almas, suas vidas e suas acções.
O circulo da dor adensa-se cada vez mais à nossa volta, como nuvens que não deixam passar o sol, qual o objectivo de tudo isso?? É esta a vida que queremos? Acho que não e no entanto não deixamos de a abraçar sem nenhuma intenção de modificar o seu estado; a dor faz parte da vida, disso penso que ninguem duvida, nem tão pouco que é impossivel extingui-la, mas o modo como a encaramos, a enfrenta-mos e ajudamos a passar, depende em larga escala de nós, porque somos nós que podemos, ou não ajudar a afasta-la, a crià-la ou a destrui-la!!
Vivam todos os dias e reflictam nesses mesmos dias e nos que virão, pois muitos há que não tem essa chance...

6 Comments:

Blogger Paula said...

Olá!
Estou de acordo contigo. Depende da forma como a encaramos... a dor... ela faz parte da vida, claro que faz, mas tudo depende da perspectiva que temos dela e da própria vida. Mas sem dúvida que a devemos encarar!

Um beijo!

3:43 PM  
Blogger Tia Concha said...

O Amor e a Dor andam de mãos dadas!

Quem já não sofreu por amor, e sofreu também por amar demais...

"Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive."

Ricardo Reis

10:25 PM  
Blogger Tia Concha said...

Então,

Já estou com saudades dos teus posts!?!?!?!

òósculos

10:15 PM  
Blogger Cruzeiro said...

A vida acaba por nos obrigar a sorrir, mesmo quando a nossa vontade é chorar, se não conseguirmos fazer isso, e ultrapassar a dor, ela corroi-nos a alma e tira-nos a vontade de viver, já que ninguém consegue viver em permante sofrimento.

12:29 PM  
Blogger Guerreiro da Luz said...

A dor muitas das vezes só nos serve como chamada de atenção para melhormos. a dor não é nem inevetáel nem impossivel de vencer... terá que ser vivenciada epara melhor nos libertar,mos dela e seguirmos em frente

10:21 PM  
Anonymous Firnis said...

Dor... nao sofro materialmente, nao sofro espiritualmente... sofro pela dor k m rodeia, peloa dor dos outros k muitas vezes torna-se na minha dor, k m faz fikar deprimida! (mas tento não pensar mt nisso, senao a vida vai-me pelo cano abaixo). Claro k tb tenho dores pessoais, mas essas, nao as exponho em circustancia alguma! Raramente falo aos outros das dores e sofrimentos k sinto... nao sei pk, n consigo! Prefiro dar a imagem de pessoa sempre alegre e bem disposta (nem seker é kestao de preferência. É algo mesmo natural em mim)! Não porque "os outros aborrecem-se de pessoas depressivas", antes para dar o exemplo de como se pode dar a volta aos sofrimentos e ser-se feliz com eles, sem no entanto deixar de os sentir... PS: nunca, NUNCA chorei em frente de ninguém (a n ser à minha avó e kd acabei com o meu ex há uns 3 anos pk ele xorou tanto k eu comovi-me!!!) Tb nao sofro por amores...os nossos apaixonados ou namorados "servem" para nos fazer felizes, e não para dar trabalho!!

1:57 AM  

Post a Comment

<< Home