Friday, July 27, 2007

Guerrilla Grind

Comprei recentemente um livro intitulado esquerdas e esquerdismos de Octavio Rodriguez de Araujo, um prof de ciencia politica da univ do mexico, e devo dizer que gostei bastante apesar da sua enfase no marxismo que desprezo, mas faz um apanhado do que é a esquerda desde a I internacional ate a actualidade, dos novos paradigamas politicos e sociais que fizeram emergir novas necessidades de politicas de esquerda; e oq significa ser de esquerda nos dias de hoje, ou um partido de esquerda? Bem, o capitalismo triunfou sobre o comunismo que disso nao tenhamos duvidas e apesar de admitir e desejar a existencia de classes exploradas e exploradoras, gerou no geral bem estar numa sociedade, ao nivel do consumo plo menos.
O que nao se pode permitir é um capitalismo selvagem onde os exploradores sejam deuses e os explorados nao mais doq meios para atingir o fim dos grandes; ora se no comunismo as classes desapareciam ate so restar classe operaria e politica (a ultima vivendo no luxo ) no capitalismo mais vivem no luxo e uns poucos vivem na miseria; nao pode ser pq os que vivem no luxo vivem num luxo muito grande e infinito e surge nesta sociedade uma outra classe que é aquela que mais almeja e mais sofre que é a classe media; a classe media e a operaria ou baixa como preferirem eq sao os motores da sociedade e por isso um partido no poder deve criar politicas que visem um melhoramento constante das condiçoes de vida e trabalho destas camadas sociais recorrendo para isso a um investimento publico eficaz e alargado a varios sectores da sociedade, e tamb atraves de sacrificios e politicas "duras" em relaçao as grandes fortunas que devem contribuir para a sociedade (impostos) consoante o nivel dos seus rendimentos pq os que muito tem tem de dar aos que nada tem pq estes ultimos sao o garante da riqueza dos primeiros, isto é o que se chama ser-se socialista que é o que eu me considero (nao confundir com o PS portugues que é social democrata e o psd portugues que é de direita neoliberal).
Na sociedade portuguesa operam partidos que de esquerda pouco ou nada tem uma vez no poder,e assim sendo o capitalismo "corre" livre num pais que nao tem nem capacidade nem vontade para o aceitar na totalidade, e disso poucos se conseguem aperceber.

3 Comments:

Blogger Charlie, The Sinner said...

Como sempre, tudo o que vem em demasia faz mal. E por isso é preciso que as coisas estejam equilibradas. É pena que isso não se verifique com muita frequência.

Beijo.

11:14 PM  
Blogger Tia Concha said...

não me esqueci de ti!

sempre acutilante!

Muito bom!

bjs

11:12 PM  
Blogger Tia Concha said...

Menino parabéns a mim, faço aninhos!

11:12 PM  

Post a Comment

<< Home